Postagens populares

28 março, 2012

Goodyear e DuPont desenvolvem pneus biológicos


Goodyear e DuPont desenvolvem pneus biológicosA Goodyear e a DuPont Industrial Biosciences estão trabalhando em conjunto no desenvolvimento do BioIsoprene, uma alternativa revolucionária e biológica ao Isopreno (derivado do petróleo) que pode ser usada na produção de borracha sintética, que por sua vez é uma alternativa à borracha natural, e a outros elastómeros. O desenvolvimento do BioIsoprene ajudará a reduzir a dependência da indústria de pneus e da borracha nos produtos derivados do petróleo.
As duas empresas comprovaram esta nova técnica através da produção de um pneu protótipo, fabricado com monómeros de BioIsoprene, que foi apresentado no Salão Internacional do Automóvel de Genebra de 2012, na Suíça, realizado entre os dias 8 e 18 de Março.
Para a Goodyear, dispor de uma alternativa biológica à borracha sintética constitui um importante avanço, visto que a empresa procura abordagens inovadoras para superar a dependência em matérias-primas. Adicionalmente, é objectivo da empresa reduzir a sua impressão de carbono e o monómero de BioIsoprene, produzido com matérias-primas renováveis, vai ajudar a alcançar esta meta.
“Encontrar um material substituto dos derivados do petróleo é a acção mais correcta do ponto de vista empresarial, para além da importante perspectiva ecológica”, afirmou Jean-Claude Kihn, director técnico da The Goodyear Tire & Rubber Company, acrescentando: “A borracha sintética é um componente essencial dos nossos produtos e de tantos outros, por este motivo estamos muito satisfeitos por trabalhar com a DuPont nesta alternativa renovável”.
A colaboração entre as duas empresas teve início em 2008. Em Maio de 2011, a DuPont adquiriu a Danisco e a sua divisão Genencor, sendo que esta última tem liderado as actividades de pesquisa e desenvolvimento relativas ao produto BioIsoprene. As duas empresas trabalham em conjunto, há mais de quatro anos, para validar o projecto, estabelecer equipas e assegurar os direitos de propriedade intelectual. Até à data, os progressos técnicos superaram as expectativas iniciais. É esperado que se produzam investimentos adicionais para estabelecer a operação piloto e infra-estruturas de fabricação.

Fonte: Lusomotores

Nenhum comentário:

Postar um comentário