Postagens populares

11 outubro, 2011

A hora certa de trocar os pneus do seu carro


Com o passar dos anos, os pneus se transformaram em sinônimo de tecnologia.
 Mais duráveis e confiáveis, são capazes de suportar milhares de 
quilômetros sem que você precise ir a um borracheiro para fazer algum tipo de reparo,
 bastando ter o cuidado necessário na sua manutenção,
 principalmente no que se refere a verificar a cada 15 dias a pressão.
No entanto, como eles duram cada vez mais, muitas pessoas não 
tiveram que passar pela experiência de trocá-los e substituí-los por novos,
 e por isso mesmo, não sabem a hora certa de fazê-lo.
 Ou seja, muitos rodam tanto com um jogo de pneus, que,
 muitas vezes, vendem o carro antes de trocá-los. Contudo,
 é necessário que cada motorista entenda um pouco sobre pneu, como calibragem,
 tamanho, fazer a troca pelo step, bem como a hora de trocá-los por novos.
Hora de trocar
Saber a hora de trocar o pneu do seu carro não é uma tarefa difícil. Então,
 fique atento a algumas dicas que te ajudarão, a saber, qual é a hora ideal da troca.
Quilometragem

Os fabricantes de pneus informam qual a vida útil deles. 

De uma maneira geral, eles fornecem a quilometragem máxima que um pneu

 pode chegar se observados os cuidados básicos indicados no manual do veículo,

 e também por eles próprios (os fabricantes de pneus), como calibragem correta,

 alinhamento e balanceamento

Portanto, mais do que a quantidade definitiva de quilômetros que você vai rodar com os seus pneus, 

este número é uma meta a ser buscada por você. Ou seja, o seu pneu não necessariamente vai
durar o tempo informado pelo fabricante, sendo mais comum ele ter um desgaste específico.
 E por isso mesmo, é importante você ter em mente outros detalhes para observar e ajudá-lo na hora de trocar.
Os pneus encontrados no mercado têm durabilidade média de 25 mil até 72 mil quilômetros,
 de acordo com o fabricante. Saiba qual é a do seu pneu, e tenha a consciência
 de observar alguns outros indícios para a troca, como os que apresentaremos a seguir.
 Mas, de uma maneira geral, o seu pneu rodará com segurança a até no máximo esse 
número informado pelo fabricante.
Indicador de desgaste
O seu pneudeve ser trocado antes de alcançar a quilometragem indicada 
pelo fabricante quando a profundidade dos seus sulcos diminuírem a 1,6 milímetros ou menos. 
Segundo oCONTRAN, Resolução nº. 558/50, os carros que estiverem equipados com pneus com o sulco inferior a 1,6 mm podem ser apreendidos.
O pneu possui indicadores de desgaste, indicados pela sigla TWI,
 que são saliências de borracha nos seus sulcos.
 Se o pneu sofre desgastes de forma a atingir tal saliência, torna-se inviável para o uso,
 devendo ser substituído.
Bolhas
Observe, ao menos a cada 15 dias, os seus pneus.
 Neste período é também aconselhável que você faça uma calibragem.
 Então, faça tudo de uma única vez.
Analise os seus pneus. Veja se eles estão com desgaste regular e se não possuem bolhas.
 Caso possuam, é sinal de que você deve procurar o revendedor autorizado ou uma borracharia de confiança. Na maioria dos casos, bolhas nos pneus levam a troca,
 porque são causadas pelo rompimento da lona que forma a carcaça dele. 
Portanto, esteja bastante atento a elas.
Deformações
Ao analisar seus pneus a cada 15 dias, procure também por deformações em sua superfície e na sua estrutura. Pneus repuxados, tortos, com saliências, devem ser trocados por novos.
Estes são os principais critérios que devem ser observados para saber
 qual a hora certa para se fazer a troca. Assim, para aumentar a 
durabilidade dos seus pneus, atente-se sempre para a calibragem correta, 
segundo as indicações do manual do veículo, e faça também o alinhamento e balanceamento da direção e das rodas. E outro detalhe importantíssimo é que você faça, a cada 15 mil quilômetros, 
o rodízio dos pneus, de forma que eles não fiquem com desgaste desigual.
Se estiver na hora não espere, troque seus pneus usados por novos.
Fonte de pesquisa Lu explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário